O Método KANBAN

Você sabia que existem muitas ferramentas que podem te auxiliar na hora de mapear, entender ou desenvolver um processo produtivo? Pode ser uma grande indústria, uma empresa multinacional, uma franquia de supermercados ou uma empresa familiar, todas têm um processo de produção para entregar seu produto ou serviço para seu cliente ou colaborador. Isso quer dizer que todas as empresas, seja qual for seu seguimento, precisa entender o seu próprio processo de produção e pode fazer uso dessas ferramentas de mapeamento do processo. Já falamos sobre algumas delas por aqui, como por exemplo o mapa de riscos, porém, hoje, falaremos sobre um outro tipo de ferramenta: o método KANBAN.

KANBAN é um sistema de gestão visual para controle de tarefas e fluxos de trabalho através da utilização de colunas e cartões. Se uma empresa possui muitos produtos em estoque significa que há um acúmulo de produtos que deveriam estar no mercado, mas não estão. No mesmo sentido, se uma empresa possui produtos faltando, significa que ela não está conseguindo suprir a demanda de produtos que os clientes precisam, e eles acabarão buscando pelo produto na concorrência. Portanto, como equilibrar a produção de modo que não chegue em nenhum desses extremos?

Foi tentando responder a essa pergunta que, na década de 60, japoneses da empresa Toyota desenvolveram o sistema KANBAN. O sistema, surgido como uma parte do Sistema Toyota de Produção, nasceu exatamente com esse objetivo: controlar o estoque de materiais para não exceder nem faltar produtos, provocando um equilíbrio entre o estoque e a linha de produção.

Porém, ele pode ser usado em várias outras atribuições que não o controle de estocagem. Atualmente, o KANBAN transpôs os limites da indústria e é utilizado também em equipes de marketing, desenvolvimento de software, prestação de serviços e muitas outras, como uma ferramenta de gestão de tarefas e por ser esse o tipo de KANBAN mais utilizado hoje em dia, falaremos mais dele nesse texto.

KANBAN é um termo japonês que significa “cartão”. O sistema recebeu esse nome pela própria empresa que o desenvolveu. Ele nada mais é do que um sistema ágil e visual para controle de produção ou gestão de tarefas.

Mesmo sendo um sistema simples e fácil de utilizar, ele é muito confundido com outras ferramentas, por isso é importante esclarecer o que o KANBAN não é: uma “to do list”: algumas empresas entendem que para adotar o KANBAN como sistema de gerenciamento de tarefas só é preciso fazer uma lista com todas as atividades que precisam ser entregues e colocar na parede da empresa, para ficar visível a todos, mas não é bem assim! KANBAN é mais do que isso, ele acompanha os status das tarefas, os responsáveis por elas e o esquema de cores pode funcionar como um sinalizador de priorização de entregas, ou seja, é muito mais que uma simples lista de “Jobs”.

E como ele realmente funciona?

  • Cartão: O cartão é a menor parte do KANBAN. Trata-se de uma tarefa ou ação que precisa ser tomada para que o resultado final seja entregue.
  • Colunas: As colunas representam os status dos cartões. Um KANBAN geralmente possui três colunas: A Fazer, Em Execução e Feito, mas essas colunas podem mudar de acordo com a necessidade da equipe de trabalho.
  • Quadro: O quadro nada mais é do que o KANBAN como um todo, organizado em colunas e cartões. Cada quadro é um KANBAN e uma única equipe pode trabalhar com vários quadros simultaneamente.

O KANBAN é uma ferramenta muito ampla e ainda existem várias formas de explorar ele. Se quiser ver mais sobre o método entre nesse link, onde você encontrará um material reservado para esse tipo de assunto.

Você sabia que a própria Equip Consultoria usa um sistema parecido com o KANBAN? Talvez falemos dele outra hora. Mas e você? Já tem uma forma de organizar seu trabalho? Quer saber mais sobre ferramentas que possam tornar o dia-a-dia da sua empresa mais fácil? Venha conversar conosco, navegue em nosso site, faremos de tudo para que você possa se tornar o seu melhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *